sachs333_Dursun AydemirAnadolu Agency via Getty Images_china eu agreement Dursun Aydemir/Anadolu Agency via Getty Images

O revolucionário final de ano para Europa e China

NOVA YORK – Parabéns à Comissão Europeia por finalizar um novo acordo de investimento com a China. A diplomacia ativa da Europa também desempenhou importante papel no recente compromisso da China de alcançar a neutralidade de carbono até 2060 – decisão que foi rapidamente seguida pela promessa do Japão de se descarbonizar até 2050. A diplomacia apresenta agora mais um grande sucesso.

O novo acordo de investimento UE-China beneficiará a Europa, a China, o mundo e até os Estados Unidos, apesar de suas advertências contrárias. Em termos gerais, o acordo significa a intenção da UE e da China de continuar a aprofundar as relações econômicas, assegurando a cada uma das partes acesso mais garantido a investimentos na economia entre elas. A indústria europeia terá melhor acesso ao enorme mercado interno da China no momento em que a China embarca em uma década de reestruturação econômica verde e digital, e em um momento em que a Europa se esforça para permanecer na vanguarda tecnológica nessas áreas. 

O acordo vem diante de tentativas profundamente equivocadas – na verdade, perigosas – do governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não apenas de cortar laços econômicos com a China nas indústrias de alta tecnologia, como também de conter o crescimento da China, forjando uma aliança liderada pelos EUA que Trump esperava ser apoiada pela UE e países da Ásia-Pacífico, incluindo Austrália, Índia, Japão e Coreia do Sul. Parece que o novo governo Biden pode muito bem se inclinar na mesma direção, embora certamente com mais sutileza e tom menos bombástico do que Trump. 

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/u5DjEAPpt