spence147_Ji HaixinVCG via Getty Images)_shippingcontainers Ji Haixin/VCG via Getty Images

Mudança de regime na economia global

MILÃO – Em 1979, W. Arthur Lewis recebeu o Prémio Nobel da Economia pela sua análise sobre a dinâmica do crescimento nos países em desenvolvimento, e merecidamente: o seu enquadramento conceptual comprovou ser inestimável para a compreensão e a orientação de mudanças estruturais numa série de economias emergentes.

O princípio fundamental salientado por Lewis é que os países em desenvolvimento começam por crescer através da expansão dos seus sectores exportadores, que absorvem a mão-de-obra excedentária dos sectores tradicionais, como a agricultura. À medida que aumentam os rendimentos e o poder de compra, assiste-se à expansão dos sectores nacionais, acompanhando os sectores transaccionáveis. A produtividade e os rendimentos dos sectores industriais, principalmente urbanos e intensivos em mão-de-obra, tendem a ser 3 ou 4 vezes superiores aos dos sectores tradicionais, e por isso os rendimentos médios subirão, à medida que mais pessoas forem trabalhar no sector exportador em expansão. Mas, como Lewis observou, isto também significa que não se verificará crescimento dos salários no sector exportador, pelo menos enquanto houver mão-de-obra excedentária noutros sectores.

Como a disponibilidade da mão-de-obra não é um critério restritivo, o principal factor para o crescimento será o nível do investimento de capital, que é necessário até nos sectores mais intensivos em mão-de-obra. O retorno de um tal investimento dependerá das condições concorrenciais na economia global.

To continue reading, register now.

As a registered user, you can enjoy more PS content every month – for free.

Register

or

Subscribe now for unlimited access to everything PS has to offer.

https://prosyn.org/zCuyMVopt