spence164_Thierry MonasseGetty Images_eu integration Thierry Monasse/Getty Images

A Europa na Era da Política Industrial

MILÃO – A União Europeia, assim como grande parte do resto do mundo, enfrenta fortes e contrários ventos econômicos Mas enquanto outras grandes economias, como China e Estados Unidos, estão bem posicionadas na utilização de políticas industriais para ajudar a encarar os desafios que enfrentam, a UE tem diante de si importantes obstáculos estruturais nessa frente.

Na situação atual, o crescimento econômico da UE é lento e está em desaceleração, com algumas economias do bloco registrando resultados piores do que outras. Não ajuda o fato de os motores do crescimento das exportações estarem falhando em parte devido ao aumento da concorrência da China, que avança rapidamente para os principais setores industriais, como os veículos elétricos.

Além disso, embora o compromisso da Europa em liderar o mundo nas ações climáticas e na transição para as energias limpas possa eventualmente resultar em vantagem competitiva,  isso agora age como um impedimento econômico – e continuará a fazê-lo a médio prazo – até porque os setores industriais intensivos em carbono dominam as exportações. A guerra na Ucrânia exacerbou esse problema, não só aumentando os custos da energia, como também, e ainda mais, forçando a UE a se diversificar rapidamente, afastando-se dos combustíveis fósseis russos – um processo muito dispendioso. Como resultado, os preços do carbono na Europa são significativamente mais elevados do que em outras regiões.

https://prosyn.org/tj6XcMtpt