zadek22_XinhuaChen Bin via Getty Images_soilless XinhuaChen Bin via Getty Images

Financiar um sistema alimentar global sustentável

PEQUIM – O sistema alimentar global é insustentável. Apesar de valer anualmente cerca de 8 biliões de dólares, o seu impacto negativo está avaliado em perto de 12 biliões de dólares. E esta não é a única contradição do sistema. Em todo o mundo, os sistemas alimentares são simultaneamente afectados pelas alterações climáticas (devido às condições meteorológicas irregulares e ao aumento das temperaturas) e contribuem significativamente para as mesmas (através das emissões de gases com efeito de estufa e da destruição da biodiversidade). Os milhões de empregos que proporcionam são muitas vezes de reduzida qualidade e mal remunerados. E o mais significativo é que falham o seu propósito último de proporcionar alimentos acessíveis e saudáveis a todos.

Como o sistema alimentar global é fundamentalmente inviável, a mudança é inevitável. Mas as reformas radicais necessárias à criação de um sector inclusivo e sustentável que produza alimentos nutritivos para a população mundial podem ter consequências devastadoras no curto prazo. Se optarmos pela abordagem errada, a incorporação dos verdadeiros custos de produção nos sistemas alimentares pode desencadear bancarrotas generalizadas, devastar o emprego rural, fazer subir os preços e aumentar a pobreza.

A melhor forma de se conseguir uma transição rápida, justa e segura para um sistema alimentar global que possa distribuir alimentos acessíveis e saudáveis para todos é, contudo, um tema para debate intenso. Isto reflecte-se nas discussões estridentes, e em larga medida improdutivas, que decorrem durante a preparação da Cimeira das Nações Unidas para os Sistemas Alimentares, a realizar-se durante a Assembleia Geral das Nações Unidas deste mês.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/9SlDm0kpt