quesada1_Science Photo LibraryGetty Images_worldglobehealth Science Photo Library/Getty Images

Globalizar a luta contra a pandemia

SAN JOSÉ – A pandemia da COVID-19 começou há menos de seis meses, mas já aprendemos muito sobre a doença. Cientistas de todo o mundo estão a analisar métodos novos e melhorados para detectar o novo coronavírus tão cedo quanto possível. E para além destas linhas de investigação, já existem oito potenciais vacinas em avaliação clínica, e mais de 100 candidatas a vacina em estágios pré-clínicos.

Tudo isto representa um progresso extraordinário que devíamos comemorar. Mas existem motivos para preocuparmo-nos que nem todos venham a beneficiar destas inovações. O desenvolvimento de testes, tratamentos e vacinas para o coronavírus é apenas metade da batalha. A outra metade – e que poderá ser a parte mais difícil – consiste em produzir, distribuir e administrar um número suficiente destas ferramentas que salvam vidas para que possam beneficiar todas as pessoas, em toda a parte.

Logo no início da pandemia, a Costa Rica e a Organização Mundial de Saúde começaram a debater a criação de um repositório único de dados, conhecimentos e propriedade intelectual relativos a diagnósticos, medicamentos, vacinas e outras ferramentas que possam funcionar contra a COVID-19. A 29 de Maio, esta ideia visionária tornou-se realidade, com o lançamento do Repositório de Acesso a Tecnologias COVID-19, que assegurará que ninguém será deixado para trás pelo progresso.

To continue reading, register now.

As a registered user, you can enjoy more PS content every month – for free.

Register

or

Subscribe now for unlimited access to everything PS has to offer.

https://prosyn.org/IXyFwILpt