fofack5_ YASUYOSHI CHIBAAFP via Getty Images_girls smiling YASUYOSHI CHIBAAFP via Getty Images

Mudar a narrativa sobre a população de África

CAIRO – Os debates de política económica sobre África são muitas vezes ofuscados por apelos para o controlo da população e taxas de fertilidade mais baixas. E as Nações Unidas estão a alimentar o problema ao projetarem que a população de África duplicará até 2050. Na verdade, a taxa geral de fertilidade de África caiu mais de 36% desde 1970, para 4,2 nascimentos por mulher, e estima-se que cairá para 2,1 nascimentos por mulher no final deste século.

Além disso, é preocupante que tantos comentadores defendam o controlo populacional para uma região cuja população foi dizimada durante séculos de escravidão e colonização. Em parte como resultado desse legado, África tem a densidade populacional mais baixa de qualquer região, com 46 pessoas por quilómetro quadrado, em comparação com as 150 pessoas por quilómetro quadrado na Ásia e 112 na Europa.

Uma estatística muito mais relevante é que África é o continente mais jovem do mundo, com mais de 70% da sua população com idade inferior a 30 anos. Aproveitar o potencial desta coorte de jovens é um desafio fundamental e uma enorme oportunidade.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading and receive unfettered access to all content, subscribe now.

Subscribe

or

Unlock additional commentaries for FREE by registering.

Register

https://prosyn.org/yvkR9Bdpt